Início

LUGER P08, O ÍCONE!

Deixe um comentário

A icônica pistola P08, projetada por Georg Luger, para a qual também criou o afamado calibre 9×19 mm Parabellum, em substituição ao original 7.65×21 mm Luger, teve suas raízes na pistola de Hugo Borchardt mod. 1893.

Ve-se claramente alguma semelhança de mecanismo entre elas, embora a Luger seja de linhas mais elegantes. O sistema de toggle action, no qual o ferrolho desliza para traz em um movimento de “joelho”, dobrando sobre um eixo, não era muito robusto ou confiável: a variação de energia da munição poderia causar panes, além de a sujidade acumulada impedir a movimentação, fato que é agravado pela inexistência de qualquer tipo de cobertura, como “guarda pó” e pelas pequenas tolerâncias do mecanismo, normalmente muito justo, onde a mínima sujeira produzia efeitos indesejados

Além disso, sua produção exigia muitas peças pequenas e molas, que deviam ser todas produzidas com muito cuidado, o que certamente não condiz com o ambiente de linha de produção. Até hoje a Luger é considerada uma das armas mais belas e interessantes, embora não seja a arma militar “ideal”.

Tivemos a oportunidade de realizar alguns disparos numa P 08 calibre 7.65 mm Luger, que atualmente é uma munição difícil de se encontrar. Infelizmente, mesmo após uma limpeza caprichada, a pistola não funcionou bem. Mas o oportunidade entrou para o rol de experiência válidas, já que esta pistola é um clássico! Veja o vídeo.

E para finalizar o breve relato sobre essa arma histórica, trazemos uma visão explodida da P08.

Se você gostou da publicação, aproveite para se inscrever em nosso Blog. Veja também o 1911 ARMAS DE FOGO em outras mídias sociais:

Instagram:

https://www.instagram.com/1911armasde…

Facebook:

https://www.facebook.com/1911armasdef…

Youtube:

https://www.youtube.com/channel/UCiUp1MCDV-mV9lU0RBAvxSw

Editor: Eduardo Bruno Alves 

Autor: #derval

TESTE BALÍSTICO DO CALIBRE .40S&W, O CALIBRE DAS POLÍCIAS DO BRASIL.

83 Comentários

Sempre que ministro aula de tiro policial com pistolas no calibre .40 S&W, os alunos afirmam que preferem trabalhar com o calibre 9x19mm do que com o calibre .40. Pois ouviram dizer que o .40 não é capaz de transfixar a lataria de um veículo e o calibre 9mm consegue isso com facilidade. Para essa afirmação eles estão pensando para o calibre . 40 a munição da GOLD da CBC (EXPO) e para 9mm a munição 9mm Luger (EXPO), pois são as usadas em nossa Corporação.

Na realidade a grande maioria deles nunca sequer trabalhou com uma arma calibre 9mm, pois elas são restritas às unidades especializadas ou para os Oficiais da PM, além de ser um calibre de uso restrito das FFAA – Forças Armadas. Essa afirmação é apoiada em uma lenda que corre nas fileiras milicianas que o calibre .40 não é capaz de perfurar a lataria de um veículo.

De plano eu refuto essa afirmação enganada dando o meu relato pessoal e profissional, falando sobre ocorrências policiais onde precisei disparar contra veículos, usando uma pistola IMBEL MD5 ou uma pistola TAURUS 640, ambas no calibre .40 e a lataria do carro foi perfurada, atingindo os ocupantes do carro, ou seja, o objetivo desejado foi conseguido.

Durante uma instrução nesta semana aproveitei a turma de Cadetes para mostrar de maneira prática se realmente o calibre .40 S&W é capaz ou não de perfurar a estrutura de um carro. Para isso foram usadas várias armas e calibres diferentes, que serão mostrados um a um, disparados contra a porta de um Honda Civic a 10 metros de distância. Decidimos usar um carro atual, considerando que os veículos antigos possuem a lata mais grossa e também, pois o mais comum é encontrar veículos novos nas ruas.

Os disparos foram feitos pelos próprios alunos.

O primeiros disparo foi feito com uma PT 100 da TAURUS com a munição .40 Trainer, que, segundo o fabricante é uma munição apropriada para treinamentos, pois é carregada com menos pólvora. Porém, se você passá-la pelo cronógrafo a diferença de velocidade entre ela e as outras munições .40 da CBC é muito pequena e você sente o recuo dela muito próximo ao recuo das munições com carga normal.

Durante o teste também ocorreu o mesmo. A munição Trainer se comportou de maneira muito semelhante as outras munições. Faz-se necessário lembrar que essa munição não é feita para o uso operacional das forças policiais, ela é usada apenas para treinamentos.

Pistola TAURUS PT 100

Pistola TAURUS PT 100

Perceba que houve a transfixação da porta.

DSC09382

Nesta etapa foi usado uma pistola TAURUS 24/7 G2, de 4 polegadas e ainda a munição Mais

%d blogueiros gostam disto: