Há alguns dias uma novidade muito esperada, agraciou os atiradores esportistas do Brasil, que é o porte de arma para o atirador desportista.

Agora o atirador poderá portar uma arma curta de seu acervo carregada no trajeto de ida e vinda do estande de tiro, como bem salienta o General de Brigada Ivan Ferreira Neiva filho, que é o Diretor de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC).

Esta conquista é fruto de uma longa luta que tinha como objetivo dar segurança ao atirador, já que antes ele era obrigado a levar a sua arma descarregada e não alimentada, ou seja sem uso para uma situação de emergência.

Existem outras categorias de pessoas podem possuir armas tanto para colecionar ou para caçar e as três são conhecidas como CAC  (Caçador, Atirador, Coleccionador), porém, o porte de arma no trajeto para o estande de tiro foi concedido apenas para os atiradores desportistas.