Início

GLOCK – A PISTOLA POLICIAL

13 Comentários

Glock é uma empresa Austrica fabricante de armas e materiais de cutelaria.

A pistola Glock foi desenvolvida em 1980, pelo engenheiro Gaston Glock. Conhecida em todo o mundo como “pistola de plástico”, recebeu esse nome devido ao grande número de peças feitas em material sintético especial de grande densidade. A construção da Glock é considerada simples e moderna.

Pistola Glock.

Pistola Glock.

É a pistola preferida por policiais e forças paramilitares em todo mundo. A Legislação brasileira autoriza importação de armas de fogo somente até o Calibre .380 ACP. No Brasil há apenas dois modelos para o uso civil, os modelos G25 e G28, todos com o calibre 380 Auto. Os modelos 9mm são de uso exclusivo das forças armadas e da polícia Federal.

Glock Operation Desert Storm.

Glock Operation Desert Storm.

É uma arma tática tipo pistola, leve, segura e com boa precisão, fabricada parte em polímero (frame), parte em aço carbono com acabamento teniferizado (cano ferrolho e outras peças pequenas). Mais

.500 S&W MAGNUM – O CALIBRE DE MÃO MAIS PODEROSO DE TODOS

62 Comentários

O carro mais veloz, o cavalo mais rápido, o maior navio do mundo… a mensuração de poder superlativo sempre esteve no imaginário popular e todos sempre procuram saber qual o mais forte ou mais poderoso de uma certa categoria.

O calibre que falaremos é atualmente o calibre produzido em série mais poderoso do mundo, mas essa medida, quando falamos em armas de fogo ou calibres de munição, nunca é uma verdade acabada, pois sempre um fabricante pensa e faz algo mais forte do que aquele que lidera a “corrida”.

O .500 S&W MAGNUM é um calibre da família dos .50 (12.7mm) desenvolvido pela empresa Cor-Bon em parceria com a renomada fabricante americana de armas de fogo Smith & Wesson. Desde seu princípio este calibre foi pensado para ser usado na arma curta mais poderosa de todas.

.500 revolver

Modelo 500 S&W com bandoleira.

A Cor-Bon é uma fabricante de armas curtas e munições, situada nos EUA, na Dakota do Sul, fundada em 1982 e é famosa pelo desenvolvimento de calibres diferenciados como o .400 CorBon,

Mais

FUZIL .577 TYRANNOSAUR

4 Comentários

Toda vez que vejo esse vídeo, além de rir muito – pois é hilário ver os atiradores voando pelos ares, eu me pergunto o motivo dessa arma possuir um recuo tão forte.

Antes de continuar vamos rir um pouco.

Essa arma “cavala”, o fuzil Tyrannosaur .577 ou para os íntimos .577 T- Rex – nome bem justo, calça um cartucho desenvolvido pela empresa americana A-SQUARE COMPANY, no ano de 1993, para serem usados por guias profissionais em safáris de caça de animais de grande porte, ou seja, caça perigosa.

Cartucho fuzil .577 T - Rex

Cartucho fuzil .577 T – Rex

Esse fuzil é chamado de “stopping rifles”, pois é usado para abater Mais

TESTE BALÍSTICO DO CALIBRE .40S&W, O CALIBRE DAS POLÍCIAS DO BRASIL.

69 Comentários

Sempre que ministro aula de tiro policial com pistolas no calibre .40 S&W, os alunos afirmam que preferem trabalhar com o calibre 9x19mm do que com o calibre .40. Pois ouviram dizer que o .40 não é capaz de transfixar a lataria de um veículo e o calibre 9mm consegue isso com facilidade. Para essa afirmação eles estão pensando para o calibre . 40 a munição da GOLD da CBC (EXPO) e para 9mm a munição 9mm Luger (EXPO), pois são as usadas em nossa Corporação.

Na realidade a grande maioria deles nunca sequer trabalhou com uma arma calibre 9mm, pois elas são restritas às unidades especializadas ou para os Oficiais da PM, além de ser um calibre de uso restrito das FFAA – Forças Armadas. Essa afirmação é apoiada em uma lenda que corre nas fileiras milicianas que o calibre .40 não é capaz de perfurar a lataria de um veículo.

De plano eu refuto essa afirmação enganada dando o meu relato pessoal e profissional, falando sobre ocorrências policiais onde precisei disparar contra veículos, usando uma pistola IMBEL MD5 ou uma pistola TAURUS 640, ambas no calibre .40 e a lataria do carro foi perfurada, atingindo os ocupantes do carro, ou seja, o objetivo desejado foi conseguido.

Durante uma instrução nesta semana aproveitei a turma de Cadetes para mostrar de maneira prática se realmente o calibre .40 S&W é capaz ou não de perfurar a estrutura de um carro. Para isso foram usadas várias armas e calibres diferentes, que serão mostrados um a um, disparados contra a porta de um Honda Civic a 10 metros de distância. Decidimos usar um carro atual, considerando que os veículos antigos possuem a lata mais grossa e também, pois o mais comum é encontrar veículos novos nas ruas.

Os disparos foram feitos pelos próprios alunos.

O primeiros disparo foi feito com uma PT 100 da TAURUS com a munição .40 Trainer, que, segundo o fabricante é uma munição apropriada para treinamentos, pois é carregada com menos pólvora. Porém, se você passá-la pelo cronógrafo a diferença de velocidade entre ela e as outras munições .40 da CBC é muito pequena e você sente o recuo dela muito próximo ao recuo das munições com carga normal.

Durante o teste também ocorreu o mesmo. A munição Trainer se comportou de maneira muito semelhante as outras munições. Faz-se necessário lembrar que essa munição não é feita para o uso operacional das forças policiais, ela é usada apenas para treinamentos.

Pistola TAURUS PT 100

Pistola TAURUS PT 100

Perceba que houve a transfixação da porta.

DSC09382

Nesta etapa foi usado uma pistola TAURUS 24/7 G2, de 4 polegadas e ainda a munição Mais

%d blogueiros gostam disto: